Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Sexta-feira, 15.09.17

Para colocar na porta do frigorífico!

 

 

 Bjs

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por docurass às 14:34

O entorse

Sexta-feira, 15.09.17

Achei importante (nesta altura do campeonato)...

 

Quais são os graus de entorse?
Normalmente, as entorses são graduadas de I a III. A definição apresentada foi referida inicialmente por Kaikkonen et al (em 1994 e referidos por McKay e Cook 2006) e combina a severidade da lesão ligamentar com sintomas clínicos:

Grau I (entorse leve) – estiramento dos ligamentos sem rutura macroscópica. Ligeiro edema e sensibilidade. Pequena ou nenhuma perda funcional sem instabilidade mecânica da articulação;

Grau II (entorse moderado) – rutura macroscópica parcial dos ligamentos. Dor, edema e sensibilidade moderada, com alguma perda da capacidade funcional e instabilidade leve a moderada;

Grau III (entorse severo) – rutura completa dos ligamentos. Edema, hemorragia e sensibilidade severa. Perda de função e mobilidade articular anormal – instabilidade severa.

 

Tabela 1 – Graus de entorse, severidade da lesão e sintomas.

Grau

I

II

III

Rotura Ligamento

Nenhuma

Parcial

Completa

Perda capacidade funcional

Mínima

Alguma

Grande

Dor

Mínima

Moderada

Severa

Edema

Mínima

Moderada

Severo

Hematoma

Normalmente não

Comum

Sim

Dificuldade em suportar carga

Nenhuma

Usual

Quase sempre

 

In: Ivins, 2006


O que devo fazer após um entorse? 
Deve ser iniciado o protocolo PRICE (do inglês: Protection, Rest, Ice, Compression, Elevation – Protecção, descanso, gelo, compressão, elevação), dentro de 24 horas, após a lesão de forma a minimizar a dor e o edema, limitando também a extensão da lesão. Estes procedimentos são essenciais numa primeira abordagem, sendo de extrema importância a sua aplicação nas primeiras 48 a 72 horas. Após este tempo, deverá consultar o seu Fisioterapeuta ou Médico, para que este realize uma avaliação e que o aconselhe o tratamento adequado à sua situação.

Deve ser feita uma avaliação urgente em indivíduos com alto nível de dor, rápida evolução do edema, sensação de frio ou parestesias, incapacidade em suportarcarga ou com condições que podem trazer futuras complicações (i.e. diabetes). (Ivins, 2006) 

“P”rotecção – Deverá ser realizada uma proteção seletiva da estrutura lesada. Esta proteção poderá ser realizada através da aplicação de uma ligadura funcional que irá proteger o ligamento de um possível estiramento. A ligadura funcional, permitirá ao utente realizar carga no membro precocemente, minimizando assim a utilização de auxiliares de marcha, melhorando desta forma a sua qualidade de vida. 

“R”epouso – deverá repousar. Este repouso deverá ser diferente consoante a gravidade da Entorse. Em alguns casos será apenas o repouso da atividade desportiva, noutros será um repouso completo, não permitindo o agravamento da situação e possibilitando uma melhor recuperação.  

“I”ce (gelo local) – deverá colocar gelo mal sofre a Entorse, durante os 15 minutos seguintes e manter a posologia de gelo de 2 em 2 horas. O gelo provoca a vasoconstrição promovendo assim a diminuição do edema e, consequentemente, uma melhor cicatrização dos tecidos lesados. 

C”ompressão – deverá ser feita compressão da zona edemaciada. Esta, preferencialmente, deverá ser feita por pessoas qualificadas, que devem usar uma ligadura funcional. Caso não seja possível, a simples compressão com qualquer ligadura já é uma grande ajuda para a promoção da redução do edema.

“E”levação – deverá colocar o pé elevado em relação ao corpo, de forma a promover o retorno venoso e a reabsorção do edema.

 O que não devo fazer?

Nas primeiras 48 horas após a lesão, não se deve colocar calor ou massajar a zona da lesão, ingerir bebidas alcoólicas e realizar corrida;    

Bjs

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por docurass às 14:20






links

  •  


  • comentários recentes




    subscrever feeds